Como as placas solares se comportam na rede elétrica?

Card image cap

Conheça os pontos positivos no uso das placas solares

As placas solares são equipamentos que transformam a luz solar, composta de fótons, em energia fotovoltaica, processo que ocorre graças às células solares, as quais contém materiais como o fósforo (fornece a carga negativa) e boro (fornece carga positiva), que compõe o painel, porém a energia gerada está em corrente contínua (CC), com o uso do inversor solar, ela é transformada em corrente alternada (CA), a qual pode ser utilizada pela sua propriedade. Essa energia está no grupo das renováveis, sendo assim uma energia limpa e que não afeta, de forma tão danosa, o planeta. Além dessa vantagem, ela causa uma redução elevada na conta de energia do seu proprietário e é um ótimo investimento financeiro visando o longo prazo de operação, pois é necessário um alto capital para a realização da compra e da instalação dos painéis fotovoltaicos, mas a depender do orçamento o investidor começa a ter lucros após poucos anos de uso.


Domicílio com placas solares. Fonte: Nuestroclima.

Benefícios que a concessionária pode lhe oferecer:

Outro fator positivo é que a quantidade de energia gerada pelas placas solares poderá ser maior do que o seu consumo, e quando isso ocorre a energia em excesso será encaminhada para a rede elétrica, dessa forma a concessionária irá gerar créditos ao consumidor, os quais podem ser utilizados em uma outra fatura como forma de desconto do valor a ser pago. Esses créditos de consumo tem validade de até 3 anos e podem ser utilizados na mesma propriedade que contém os painéis ou em outro ramal pertencente ao proprietário legal.


Comportamento de um sistema fotovotáico. Fonte: HMENERGIA.

Curiosidades quanto a conta de energia:

Vale ressaltar que a conta de energia nunca será zerada, mesmo que você não use da rede elétrica, pois existem termos legais, dados pela Resolução nº 414 de 2010, que asseguram uma taxa mínima a distribuidora de energia elétrica. A taxa mínima é paga por causa da disponibilidade da rede elétrica que é assegurada pela concessionária, além dos trabalhos que ela garante ao consumidor, como a manutenção da rede. A quantia que é cobrada depende do seu padrão de conexão, caso ele seja monofásico o consumidor irá pagar o valor mínimo equivalente a 30 kWh (quilowatts-hora); caso seja bifásico o valor será correspondente a 50 kWh e por último o trifásico com custo de disponibilidade de 100 kWh. O seu padrão de conexão é estabelecido pela distribuidora, e ele depende do tipo de atuação da sua propriedade, além da quantidade energética a ser gerida aos equipamentos localizados no ramal.

Quer saber mais sobre o funcionamento das placas solares e se elas são viáveis para sua propriedade? Contate a LUMUS Engenharia e agende uma reunião com nossos gerentes para mais informações e soluções por uma energia eficiente e de melhores resultados.

Por Vítor Rafael



Você vai se interessar também

Card image cap
O que é a Internet das Coisas e como ela impacta o uso de Energia Elétrica?

Sabe o que é Internet das Coisas e como ela pode automatizar sua empresa e reduzir o consumo de energia? Acesse esse post para saber mais!

Card image cap
Energia Solar e sua alta viabilidade no Nordeste

Quer descobrir as vantagens do uso de placas solares na região nordeste? Venha conferir!

Card image cap
Indústria 4.0 e os benefícios da eficiência energética

Já ouviu falar em indústria 4.0? Saiba como a eficiência energética e a LUMUS podem ajudar a reduzir o consumo de energia e automatizar processos.